Atribuído prémio de Melhor Jovem Agricultor em dia com debates de referência sobre temas atuais do mundo agrícola

agricultura

O prémio de “Melhor Jovem Agricultor 2019”, iniciativa que tem como objetivo valorizar e premiar os novos projetos na área agrícola e cujo vencedor vai representar Portugal no Concurso Europeu em Bruxelas, foi esta quarta-feira atribuído a Gonçalo Assis Lopes, da Seaberry, no âmbito do Seminário “O Futuro dos Jovens Agricultores".

Este projeto de produção de morangos, em estufa de hidroponia, localizado em Santo Isidoro, Mafra, contou com um investimento superior a um milhão de euros.

Neste colóquio abordaram-se as perspetivas futuras dos Jovens Agricultores e foram apresentados alguns casos de sucesso.

Esta iniciativa contou com a participação de deputados de várias bancadas parlamentares como Nuno Serra (PSD), Pedro do Carmo (PS) e Patricia Fonseca (PSD).

Dar a conhecer a implementação da Estratégia de Adaptação às Alterações Climáticas dos Setores Agrícola e Florestal (2007-2013), o trabalho desenvolvido pelos grupos temáticos no âmbito da Estratégia Nacional de Adaptação às Alterações Climáticas 2020 e pensar o futuro de acordo com a PAC foi o intuito do colóquio “As Alterações Climáticas e o Futuro do Setor Agroflorestal”.

No Ciclo de Conferências “Produção Pecuária Sustentável” dedicado ao enquadramento das intervenções no Bem Estar Animal, apresentaram-se casos de boas práticas na Suinicultura, Avicultura, Bovinicultura, Ovinicultura e Caprinicultura.

O Turismo Rural, as Aldeias Vinhateiras e o Enoturismo estiveram em foco no debate “Enoturismo e Turismo Rural”, cuja organização esteve a cargo da Associação da Associação de Municípios Portugueses do Vinho.

O Workshop “Galinhas Portuguesas: da Produção à Comercialização”, organizado pelo INIAV e AMIBA, contou com bastante adesão e teve o intuito de divulgar as Raças Autóctones Portuguesas - Amarela, Branca, Pedrês Portuguesa e Preta Lusitânica -, e simultaneamente abordar os sistemas de produção e as regras para a comercialização dos produtos.

Por outro lado, foi uma forma de chamar a atenção para os sistemas de produção familiares e ecologicamente sustentáveis.

A Plurivet promoveu duas ações (Estratégia para aumentar e Longevidade em Vacas Leiteiras e Utilização da Pastagem por Bovinos) com o objetivo de permitir mais apoio e formação a agricultores, produtores e técnicos envolvidos na área.

Já a Federação Minha Terra organizou o colóquio “Vinha e vinho, turismo e património cultural nos territórios dos Grupos de Ação Local” para dar a conhecer a importância da transformação e comercialização de vários projetos relacionados com a paisagem vinhateira e com o enoturismo.

O dia ficou também marcado pela sessão final do projeto EmpCriança - Empreender no Ensino Básico, uma iniciativa que visa fomentar o empreendedorismo na comunidade escolar do ensino básico e que é promovido pela Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém.