AGROTEC 19: «o Crédito Agrícola é cada vez mais o Banco de refúgio dos portugueses»

«O Crédito Agrícola é cada vez mais o Banco de refúgio dos portugueses»

Na edição 19 da AGROTEC (tal como no resto da Europa), o setor do leite está em destaque, mas não pelas melhores razões. Será possível salvar o setor? Carlos Neves, Presidente da APROLEP, falou à AGROTEC dos vários problemas que os produtores de leite nacionais têm enfrentado. George Stilwell identifica também os erros cometidos no passado por esta indústria, e que se refletem no presente. Ainda nesta indústria, destaque para a análise ao mercado europeu e para as diferentes estratégias utilizadas por cada membro da UE.
Ainda dentro do setor pecuário, destaque para a produção de carne de porco alentejano e para o flushing alimentar no maneio reprodutivo em ovinos e caprinos.

Na Fruticultura, está presente um artigo da DRAPN sobre a Psila Africana dos Citrinos, inseto cuja presença foi detetada em Portugal, e que tem como principais hospedeiros várias espécies de citrinos da família das Rutáceas (laranjeira, tangerineira, toranjeira, limeira, cumquates …), podendo veicular a bactéria Candidatus Liberibacter africanus, responsável pela doença dos citrinos denominada “Citrus greening” ou “Huanglongbing”. Destaque também para os “Porta-Enxertos em Fruticultura”, com os casos do pessegueiro e damasqueiro, e para o “Aproveitamento de Resíduos de Culturas Hortícolas e Subprodutos da Indústria”.

Na Viticultura, está presente o artigo “Qualificação de Castas para a definição de práticas sustentáveis: um requisito para a produção de vinhos de qualidade”. Na secção de Silvicultura, apresenta-se um completo artigo sobre a Paulownia, um caso de sucesso mundial pelo seu crescimento ultrarrápido, e que promete ser uma aposta de futuro em Portugal. Ainda na mesma secção, a AGROTEC foi conhecer o projeto Invasoras.pt, que tem como objetivo alertar para o problema das invasões biológicas, dar a conhecer as plantas invasoras a nível nacional e estimular a participação ativa do público quer no mapeamento destas espécies quer em atividades de controlo e divulgação.
Na capa, a personalidade é Licínio Pina, Presidente do Conselho de Administração Executivo do Crédito Agrícola (CA), que define, em entrevista à AGROT EC, a forma como o CA se posiciona no mercado. Enquanto outras instituições vivem inúmeras dificuldades, o CA está «a constituir-se cada vez mais como o banco de refúgio dos portugueses».

Pequenos Frutos nº 15

Na Pequenos Frutos, e no mês da Feira do Mirtilo em Sever do Vouga, esta baga volta a ter honras de capa, também porque nesta edição se demonstram resultados de um ensaio de produção precoce de mirtilo em substrato pelo INIAV na Herdade da Fataca. Nesta edição, destaque também para a entrevista à MinhoBerryCoop, uma recente Cooperativa de produtores de pequenos frutos, fundada em Ponte da Barca, que ambiciona melhorar a qualidade de produção de pequenos frutos em Portugal, otimizar custos e ganhar maior capacidade de negociação no mercado nacional e internacional.

Ainda na secção “Entrevista”, falamos sobre medronho. Abalada por um forte incêndio em 2003, a Herdade algarvia da Corte Velada perdeu quase a totalidade dos pinheiros e eucaliptos que a compunham. A partir daí, começou a escrever uma nova História. Com uma área total de 271 hectares, 160 hectares são agora um povoamento misto de medronheiros e sobreiros instalados (na proporção de 4 para 1) e 20 hectares de medronheiros recuperados. A Herdade de Corte Velada tem ambição de tornar o medronheiro uma planta comercialmente rentável. Na produção, apresenta-se um testemunho e experiência de um produtor de bagas goji, desde a aquisição das plantas às suas características nutricionais.

Agrobótica 7

Na Agrobótica, o grande destaque vai para a Otimização da Nutrição no milho. A manutenção do equilíbrio de nutrientes no solo é fundamental para a existência de uma boa saúde do solo em qualquer sistema agrícola. Contudo, nas últimas décadas, o crescimento da população mundial conduziu à necessidade de aumentar a produção agrícola, o que se refletiu num aumento da aplicação de nutrientes, originando, por vezes, desequilíbrios de nutrientes no solo.
A deteção remota, a rega de precisão, ou a real necessidade do uso de drones por parte da agricultura são alguns dos outros temas presentes neste suplemento dedicado à Agricultura de Precisão.

Para fazer a assinatura anual da AGROTEC ou renovar a assinatura, clique aqui.

Esta edição estará à venda, em banca, por todo o país. Para mais informações acerca dos pontos de venda mais próximos da sua área de residência, envie um email para redacao@agrotec.pt ou ligue para o 220964363.