Agricultura biológica ganha cada vez mais potencial em África

Os dados foram recentemente divulgados pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), e dão conta de que o continente africano tem cada vez mais potencial em matéria de agricultura biológica.

De acordo com a ONU Brasil, falta ainda, contudo, investimento nesta área.

Só na África Oriental as exportações de produtos biológicos cresceram 4,6 milhões de dólares na campanha 2002/2003 para 35 milhões em 2009/2010.

A UNCTAD anunciou ainda que em 16 países africanos 23% dos agricultores de biológicos, exportadores e especialistas revelam que «o acesso ao financiamento se tornou mais restritivo nos últimos cinco anos».

A agricultura biológica em África tem, desta forma, cada vez mais potencial sobretudo de exportação. Porém, as necessidades mais prementes são ao nível do financiamento, organização de produtores e certificação de produtos.