Tratores Agrícolas: 53 mortes em 2015

Os acidentes envolvendo tratores agrícolas provocaram a morte a, pelo menos, 53 pessoas em 2015, segundo o levantamento feito pelo Correio da Manhã junto das autoridades. A grande maioria dos acidentes ocorre em propriedades privadas.

Portugal é o terceiro país da Europa – a seguir à Itália e à Polónia – com mais vítimas mortais em acidentes rodoviários com máquinas agrícolas. Os distritos de Viseu e da Guarda lideram a lista negra do número de vítimas mortais resultantes dos acidentes com estas máquinas, com seis vítimas mortais. Há ainda outro ponto em comum: a idade dos condutores – quase sempre superior a 60 anos.

«Em média, os acidentes com tratores agrícolas envolvem condutores com idade superior aos 65 anos», referiu ao CM o tenente-coronel Luís Rasteiro, da GNR da Guarda.
Outra questão que contribuirá para o aumento da sinistralidade é a falta de manutenção dos tratores até porque não é obrigatória a realização de inspeções periódicas a estes veículos.
Por outro lado, o parque de tratores está a envelhecer e não tem sido renovado até porque hoje, comprar um veículo novo custará sempre mais de 40 mil euros.

Recorde-se que em 2014, a GNR contabilizou, em todo o país, 210 acidentes com tratores que provocaram 80 mortes.
Nesse ano, em Bragança verificaram-se 12 vítimas mortais, seguindo-se Viseu, com 10. Em 2013, registaram-se 41 mortes e 62 feridos, em 105 acidentes.

Fonte: Correio da Manhã (via Agronegocios.eu).