Greening: novas normas entraram em vigor

greening

As novas regras sobre o greening entraram em vigor a 3 de julho.

Recorde-se que a Comissão Europeia introduziu a modificação de forma a simplificar e facilitar o seu cumprimento.

Algumas novidades das novas normas são a eliminação do prazo para a plantação de culturas ou cobertura verde, antes de 1 de outubro; o ajuste da lista de espécies para a plantação, permitindo leguminosas e também a mistura de sementes para culturas de fixação de nitrogénio.

As novas regras proíbem o uso de pesticidas em zonas de interesse biológico que são produtivas ou potencialmente, como culturas de fixação de nitrogénio, culturas intercalares ou de cobertura verde, terra em pousio e bandas ao longo da floresta.

Definições mais simplificadas do que é uma superfície de interesse biológico e as condições a cumprir para que seja designada como tal; maior flexibilidade para os países em relação com o período permitido para a diversificação das culturas, em função das suas particulares condições climáticas e inclui ainda uma série de medidas em relação com as características de paisagem e extensões de terra ao longo das florestas, entre outras.

O novo regulamento será aplicado em 2018 mas os Estados-membros que assim o desejem podem colocar as mesmas em prática já em 2017.

Fonte: Agrodigital